Prefeitura iniciará obra no Loteamento Novo Horizonte

Com o objetivo de  garantir mais qualidade de vida, cidadania e bem estar aos moradores do Loteamento  Novo Horizonte, a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, através das secretarias de Serviços Urbanos (Sesurb) e de Infraestrutura (Seminfra), irá iniciar na próxima segunda-feira, 08, mais uma obra a fim de minimizar os transtornos causados pelo acúmulo de água, principalmente em períodos chuvosos. O serviço será realizado na rua Clara Angélica, mas irá beneficiar os moradores de toda a comunidade, melhorando o acesso à localidade.

O secretário de Infraestrutura, Francisco Nascimento, falou sobre os prejuízos para a população e como  será realizada a obra. “Iremos instalar manilhas para amenizar a situação do local, pois quando chove a água empossa e alaga as casas, além disso estaremos implantando tubulação para retirar o esgoto que corre na rua. Para isso serão instalados 30 metros de manilhas de 60 centímetros e 40 metros de tubulação de 150 milímetros, além de 20 metros de manilhas de 40 centímetros para as bocas de lobo”, disse.

De acordo com o secretário de serviços urbanos, José Antônio Paiva, a obra atende a uma reivindicação antiga dos moradores. “Durante muito tempo a população sofreu com esses problemas na região, e para prestar um melhor serviço, o prefeito Padre Inaldo se prontificou em atender o pedido. Já deslocamos boa parte do material para o local e na próxima segunda-feira estaremos com nossas máquinas e funcionários iniciando mais essa obra em benefício do povo socorrense”, garante.

Prefeitura de Socorro instala placas de sinalização ambiental em diversos pontos do município

Também foram feitas instalações de placas educativas

Com foco na preservação ambiental e conscientização da população quanto à preservação, a Prefeitura de Socorro, através da Secretarias de Meio Ambiente (Semma) e Serviços Urbanos (Sesurb), vem realizando desde o início da semana a instalação de placas educativas e de sinalização ambiental informando sobre as áreas de proteção ambiental, poluição sonora e descarte irregular de lixo.

As placas foram instaladas em locais estratégicos do município, a exemplo do canal de entrada da Piabeta, entre as ruas 52 e 53 do Marcos Freire II, avenida B do conjunto Jardim, no Povoado São Brás, travessa 13B do Fernando Collor, margem do rio do Sal, rua 23 do Parque dos Faróis, canteiro central do Albano Franco e no campo do Neuzice Barreto.

A proposta da gestão municipal é alertar a comunidade para que possam agir como vigilantes do meio ambiente. “Nosso objetivo maior objetivo é educar a população para o não descarte de objetos de forma irregular e para que possam conhecer os locais de área ambiental, a fim de que não sejam feitas ações que possam prejudicar o meio ambiente, o que é crime. É também uma ação de sustentabilidade”, declarou o secretário de Meio Ambiente, Hallison de Sousa.

Já o secretário de Serviços Urbanos, José Antônio Paiva, apontou algumas situações cotidianas que podem ser evitadas pela população. “Além do descarte irregular de lixo, é comum flagrar pessoas que colocam o lixo nas portas em dias em que o caminhão de lixo não passa. Um animal pode furar a bolsa e o lixo se espalhar. Esse lixo é o que também entope os bueiros e os resultados podem ser vistos, principalmente, em tempos de chuva quando não ocorre o escoamento da água. Cuidar da cidade é da responsabilidade da Prefeitura e também da população”, disse.

Há um mês, também foram feitas instalações de placas no Parque São José, no conjunto Marcos Freire I e no Distrito Industrial, foi o que disse o coordenador de fiscalização ambiental, Rodolfo Rodrigo. “Para fazer essas instalações nós tomamos como base o código florestal, ao trabalho de observação que é feito cotidianamente pela Semma e também através de denúncias”, disse.

Quem flagrar ações irregulares de degradação ao meio ambiente, pode ligar para a Semma, através do número 3256-6780, das 08 às 14h, e passar as informações. Já em casos de poluição sonora, a população pode ligar a qualquer momento para o Disk Silêncio da Guarda Municipal de Socorro (GMS) que é o 0800 039 7979.

Por: Bruna Evelyn

Inclusão: Mesa redonda promove discussão sobre o tratamento e direitos das pessoas com Transtorno do Espectro Autista

Integrando a programação em homenagem ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado no dia 02 de abril, na manhã desta quarta-feira, 03, no auditório do Centro Profissionalizante Prof. Neuzice Barreto de Lima, aconteceu a mesa redonda com o tema “Transtorno do Espectro Autista: Diagnóstico, Tratamento, Intervenção e Direitos”. O evento foi realizado pela Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, por meio das ações da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em parceria com a APAE Socorro.

A formação da mesa redonda contou com a participação da fonoaudióloga Fernanda Santana,  da assistente social Anair Viana e das psicólogas Edvânia Araújo, Taynah Rocha, e Nayara Gissá Mercês. Na oportunidade, as palestrantes esclareceram as principais dúvidas da plateia sobre o autismo. Além disso, o encontro foi marcado por discussões e reflexões sobre a educação inclusiva.

“O município de Nossa Senhora do Socorro está de parabéns, pois  realiza um trabalho diferenciado com o envolvimento de profissionais especializados voltados especificamente para educação na perspectiva inclusiva”, ressaltou  a presidente da APAE Socorro, Anair Viana. De acordo com ela, é de extrema importância fortalecer a parceria com a Semed para cada vez mais promover espaços da discussão.

Segundo a psicóloga do Núcleo de Atendimento Educacional Especializado (NAEE), Edvânia Araújo Souza, a Rede Municipal de Ensino procura prestar um atendimento com foco no desenvolvimento da criança e do adolescente considerando as suas particularidades.

“Esse acompanhamento visa a melhoria da qualidade de vida do indivíduo.   Trabalhamos com a psicoeducação prestando orientação aos professores, equipe diretiva, apoio escolar e os responsáveis da criança. Por isso, quando se fala da inclusão no espaço escolar é notório que Nossa Senhora do Socorro está avançando”, salientou, ao destacar a importância da família neste processo de inclusão.

Na Rede Municipal de Ensino tanto no NAEE, quanto nas salas de recursos multifuncionais o acompanhamento dos alunos com autismo é feito a partir de abordagens como da Análise do Comportamento Aplicada (ABA) e Ensino Estruturado para Alunos com Autismo (Teacch). Atualmente, Nossa Senhora do Socorro conta com 81 estudantes diagnosticados com autismo.

Segundo Aroaldo Alves de Castro, pai de um aluno com autismo, o acompanhamento reflete de maneira positiva no comportamento. “Meu filho estuda na Escola Municipal Neuzice Barreto de Lima reconheço que é visível avanços no seu  desenvolvimento principalmente, no que se refere à sociabilização”, disse. De acordo com ele, é preciso reconhecer a importância e necessidade da inclusão. “Evento como esse é enriquecedor, pois quanto mais se discute acerca da temática ocorre a conscientização da sociedade”, elogiou.

 

Por: Lívia Lessa

Acessibilidade