Praças do conjunto Fernando Collor recebem ações de plantio de mudas

A estimativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) é de que cerca de 300 mudas sejam plantadas até o final deste mês em diversas localidades do município

Melhoram a qualidade e umidade do ar, absorvem ruídos e barulhos da cidade, atuam como filtro natural, além de proporcionar sombras. Esses são alguns dos benefícios que as árvores podem trazer para o meio ambiente e seres humanos.

Por isso, a parceria entres as Secretarias de Meio Ambiente (Semma), Agricultura (Smap), Serviços Urbanos (Sesurb), e a Fundação Brasil Ecoar, foi selada, mais uma vez, na manhã desta terça-feira, 07, com ações de plantio de mudas nas praças “Chique Som” e “Cido Capunga”, ambas localizadas no conjunto Fernando Collor.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Hallison de Sousa, além de contribuir para a qualidade de vida dos socorrenses, a ação cumpre o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), acordado entre a Prefeitura e o Ministério Público. “Foi assinado entre o Ministério Público e o município o TAC para mudar essa realidade quanto a arborização do município. Apesar de ser o segundo maior município do Estado, Socorro ainda vive uma realidade, no tocante à arborização, de muita aridez”, explicou.

Para mudar este cenário, neste mês de maio serão plantadas cerca de 300 mudas em diversos pontos do município, é o que revela o coordenador de projetos da Semma, Eduardo Buarque. “Hoje nós iremos plantar em torno de 30 mudas nas duas praças do Fernando Collor e até o final deste mês cerca de 300 para, justamente, aproveitar esse período mais chuvoso, onde as espécies têm mais facilidade de desenvolvimento”, detalhou.

O assessor técnico da SMAP, Elton Cruz, explica que, após análise dos locais onde seriam plantadas as mudas, cinco diferentes espécies de plantas foram escolhidas para fazerem parte dos ambientes. “Uma equipe da Secretaria de Agricultura veio antes nos locais onde seria realizado o plantio para verificar as condições e a qualidade do solo, e só então escolhemos as espécies nativas da mata atlântica”, explicou.

Antes de iniciar o plantio, uma equipe da Fundação Brasil Ecoar distribuiu folhetos de instrução de como plantar árvores e convidou a comunidade para participar das ações de plantio. “Nossa parceria com a Semma vai além de realizar plantio, de fazer o ‘porta a porta’, apresentações em escolas, nossa maior parceria é com o meio ambiente. Por isso, hoje nós convidamos a comunidade para participar do plantio e pedimos para cuidá-las porque não basta plantar, é preciso cuidar”, declarou a educadora ambiental da Fundação, Yasmim Gomes.

Por: Bruna Evelyn

Fotos: Edilson Menezes

Escola Municipal de Educação Infantil Aparecido dos Santos será inaugurada nesta sexta-feira, 10

Os moradores do Conjunto Fernando Collor contarão com uma unidade de ensino moderna que atenderá 380 crianças de 0 a 3 anos

A Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, por meio da Secretaria Municipal de Educação, realizará na manhã da sexta-feira, 10, às 9h, a Solenidade de Inauguração da Escola Municipal de Educação Infantil Aparecido dos Santos  (EMEI Cido Capunga), localizada no Conjunto Fernando Collor.

A unidade de ensino recebeu investimento na ordem de R$ 2.131.319,91, sendo R$ 1.775.662,45 de recursos federais, por intermédio do Fundo de Desenvolvimento da Educação/Ministério da Educação (FNDE/MEC), e R$ 353.657,48 de contrapartida do município.

De acordo com a secretária Municipal de Educação, Josevanda Mendonça Franco, na EMEI Cido Capunga serão ofertadas 380 vagas. A unidade de ensino conta com espaço adequado para atendimento das crianças matriculadas.

“Os investimentos na primeira infância são determinantes para a formação integral, considerando ser esta a mais importante fase do desenvolvimento do indivíduo”, explica Josevanda Mendonça Franco.

Segundo a secretária, o prefeito reconhece a importância de implementar ações e iniciativas no cenário educacional. Dessa maneira, os investimentos refletem como significativos avanços em Nossa Senhora do Socorro.

EMEI Cido Capunga

A EMEI Cido Capunga possui um projeto arquitetônico moderno e que prioriza a acessibilidade universal. O espaço conta com 1.513, 16 m² de área construída com dez salas de aula, um fraldário, um lactário, almoxarifado, sala de direção, sala de professores, secretaria, cozinha equipada, lavanderia, refeitório, área de lazer, varanda de serviço, sanitários adulto e infantil e vestiário para funcionários masculino e feminino. A unidade de ensino é considerada Modelo Tipo 1 Padrão do FDNE, ou seja, corresponde ao Projeto Proinfância funcionando em dois turnos (matutino e vespertino).

Por: Lívia Lessa

Acessibilidade