Investimento educacional: Comunidade da Piabeta será beneficiada com uma Escola Municipal de Educação Infantil

Creche terá capacidade para atender 120 crianças em dois turnos

A Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, graças ao envolvimento das Secretarias Municipais de Infraestrutura (Seminfra), Planejamento (Seplan) e Educação (Semed), deu início às obras da construção da nova Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI – Creche), localizada no conjunto Piabeta. A unidade de ensino terá capacidade de atendimento até 120 crianças, em dois turnos (matutino e vespertino), ou 60 crianças em período integral.

Desde que assumiu o município, a gestão de Padre Inaldo entregará aos socorrenses a quinta creche (Michelle de Jesus, Cido Capunga, Dom Hélder e Ana Cristina Aragão) em pouco mais de um ano. A EMEI – Creche da Piabeta é  um projeto Proinfância Tipo “C” do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ou seja, modelo padrão de educação infantil. Assim como as demais, esta será equipada e estruturada para receber com mais conforto crianças entre 0 e 3 anos.

Por entender a necessidade da comunidade da Piabeta e, principalmente, de possibilitar uma educação de qualidade aos pequenos e garantir que os pais possam trabalhar tranquilos, certos de que seus filhos estarão num lugar seguro e estruturado, o gestor municipal pediu celeridade no andamento da obra. A previsão é que a unidade seja finalizada em janeiro de 2020.

Através da nova unidade de ensino infantil, as crianças irão possuir a capacidade  de desenvolvimento físico e cognitivo, capacidade intelectual e socialização, pontos considerados fundamentais para a construção de um indivíduo com capacidade plena de interação social.

Com 1.575 m² de área construída, o prédio contará com sala multiuso, vestiários, copa, lactário, higienização, lavanderia, cozinha, despensa, triagem e lavagem, refeitório, sala de professores, administração, almoxarifado, berçário e fraldário, parquinho, e banheiro para portadores de necessidades especiais.

Investimento 

Serão investidos R$ 1.483.316,37, sendo R$ 805.524,69 de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e R$ 677.791,68 de contrapartida do município. A obra, iniciada na gestão anterior estava cancelada e foi retomada em julho deste ano. “Nós encontramos a obra paralisada, então tivemos que fazer uma nova licitação para que pudéssemos retomar a construção”, explicou o secretário de Planejamento, Hallison de Sousa.

Fotos: Wallison Oliveira

Merendeiras da Rede Municipal se destacam no Concurso de Melhores Receitas da Alimentação Escolar

A Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), implementa diversas ações que promovem a melhoria da merenda escolar. Além disso, as unidades de ensino contam com a colaboração de profissionais altamente comprometidos.

O resultado do Concurso de Melhores Receitas da Alimentação Escolar, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), comprova esta realidade. Na última edição, quatro merendeiras foram finalistas. Conquistaram destaque no concurso Cristiane Venâncio Santos, Maria da Conceição Ferreira Santos, Márcia Cristina Barros da Silva e Patrícia dos Santos.

As merendeiras inscreveram receitas saudáveis, criativas e que são aprovadas pelos alunos. A secretária Municipal de Educação, professora Josevanda Mendonça Franco, reconhece que o empenho e dedicação dessas profissionais, que garantem uma merenda escolar variada, rica em nutrientes e muito saudável.

De acordo com ela, a Semed intensifica a realização de capacitações e, além disso, as nutricionistas visitam as unidades de ensino com frequência para transmitir as orientações acerca do manuseio e armazenamento dos gêneros alimentícios.

“A premiação simboliza o reconhecimento do trabalho que é feito nas escolas da Rede Municipal tanto do ponto de vista da qualidade dos alimentos, quanto da responsabilidade que é preparar a merenda para crianças e adolescentes”, parabeniza a secretária.

Ainda de acordo com Josevanda, a Semed se empenha para que as profissionais tenham todo o suporte necessário para o desenvolvimento deste trabalho. “Além disso, a premiação reflete a habilidade individual destas profissionais. Afinal, cozinha não é uma questão técnica mas esta relacionado ao que aprenderam com as mães e as avós. Dessa maneira, comida não é só o que alimenta, é também uma referência afetiva”, aponta.

Compartilhando desta mesma opinião, a merendeira da Escola Municipal José do Prado Franco, Cristiane Venâncio Santos, relembra que o prato inscrito no concurso, de Omelete à Vegana aprendeu com a sua mãe. Ela explica que é uma receita de família que contou com uma pitada de criatividade para ficar ainda mais saborosa.

Receitas premiadas

Além da Omelete à Vegana, foram premiadas as receitas de Vaca Atolada com Polenta, preparada pela da merendeira da Escola Municipal Leonel Brizola, Márcia Cristina Barros Silva; do Quiche de Batata Doce, feito por Patrícia dos Santos, da Escola Municipal de Educação Infantil Ana Cristina; e do Cachorro Quente à Bolonhesa, de Maria da Conceição Ferreira Santos, da Escola Municipal Professor Donald.

Todos esses pratos fazem sucesso entre os alunos. A merendeira Patrícia dos Santos também não consegue disfarçar o amor pela atividade que desempenha. “Cozinhar é uma arte. Eu sou uma artista”, afirma, ao comentar que a receita do Quiche de Batata Doce surgiu quando trabalhava na Escola Municipal Professora Honorina Costa.

“Procuro aproveitar da melhor maneira o que temos na dispensa, executo as atividades com responsabilidade e zelo. Confesso que é gratificante perceber que as pessoas valorizam o meu trabalho. Agradeço ao prefeito, Padre Inaldo, aos profissionais da Semed e da VBX refeições por todo o apoio”.

Assim como a receita de Cristiane dos Santos, o Cachorro Quente à Bolonhesa, feito por Maria da Conceição Ferreira Santos, também foi criado com o objetivo de oferecer aos estudantes um alimento saudável e ainda mais saboroso. “Fruto da criatividade e inovação, o surgimento da receita aconteceu na escola. É um cachorro quente que não leva salsicha. O alimento teve uma boa aceitação por parte dos alunos”, apresenta.

Segundo a Márcia Cristina Barros Silva, um dos segredos do sucesso da merenda escolar na Rede Municipal de Ensino de Nossa Senhora do Socorro é o acompanhamento e orientação das nutricionistas. “Quando fiz a inscrição da receita de Vaca Atolada com Polenta trabalhava no Escola Municipal Doutor João Garcez e os estudantes da Escola Municipal Leonel Brizola também apreciam o prato. Fiquei feliz ao ser uma das selecionadas é importante este reconhecimento”, afirma.

Estudantes elogiam a qualidade da merenda escolar

De acordo com todas as merendeiras selecionadas, o reconhecimento dos estudantes é uma maneira de valorizar um trabalho feito com amor, dedicação e cuidado.

Para o Kauã Felype Rocha Santos, aluno do 6° ano, da Escola Municipal José do Padro Franco, é visível que as merendeiras realizam suas atividades com empenho e carinho. “As merendeiras são atenciosas e preparam refeições deliciosas e saudáveis”, disse.

Segundo o jovem Luan Carvalho, aluno do 6° ano, da Escola Municipal José do Padro Franco, todos os pratos são saborosos. “Todos os dias contamos com uma merenda gostosa e saudável”, complementa.

Merenda Escolar nas unidades de ensino de Nossa Senhora do Socorro

O objetivo da Semed é oferecer aos alunos um cardápio equilibrado, garantindo o atendimento à meta nutricional e colaborando no desenvolvimento adequado das crianças e adolescentes. A nutricionista Mariane Macedo informa que os cardápios são elaborados de acordo com as normas do FNDE.

“Na Rede Municipal de Ensino contamos com 99 merendeiras. Frequentemente realizamos visitas às escolas e, na oportunidade, observamos o cumprimento do cardápio, das normas de boas práticas de manipulação, controle e organização de estoque e as demandas que vão surgindo”, explica, ao reforçar que é de extrema importância esse contato com as merendeiras para esclarecer as dúvidas.

Concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar

O concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar tem como objetivo valorizar o papel das merendeiras e merendeiros na promoção da alimentação saudável nas escolas públicas brasileiras.

O Concurso foi dividido em quatro etapas. Na primeira, Eliminatória, foram classificadas apenas as receitas cujas entidades executoras tivessem alcançado a pontuação mínima seis. A segunda etapa, Estadual, foi aberta a votação por meio do site do Concurso em que nutricionistas ligados ao FNDE e membros do Conselho de Alimentação Escolar votaram e selecionam até quatro receitas inscritas no seu estado para participar da etapa Regional.

Na terceira etapa regional foram selecionadas as cinco receitas mais bem votadas, por unidade federativa, totalizando 135 receitas. Na quarta e última etapa, Nacional, as quinze receitas finalistas (três de cada região), foram avaliadas por uma comissão julgadora formada por estudantes da rede pública de educação básica, um chefe de cozinha, um nutricionista, um conselheiro de alimentação escolar e um representante de entidades públicas parceiras do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Por: Lívia Lessa

Prefeitura realiza drenagem no Loteamento Parque Nossa Senhora de Fátima

Dando continuidade ao cronograma de ações estruturantes do município, a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), iniciou na última segunda-feira, 05, mais uma importante obra de drenagem. Dessa vez, os cidadãos beneficiados com as melhorias são os residentes da Rua E, no loteamento Nossa Senhora de Fátima.
No local já foram instaladas, pelos operários da Seminfra, cerca de 50 manilhas de 0,30 metros, que ao final do serviço, irão facilitar o escoamento das águas, principalmente em períodos chuvosos, proporcionando  mais bem estar, saúde e dignidade aos moradores e cidadãos que circulam pelo local.
Um dos moradores da região, o senhor João dos Santos, resumiu como era a situação da rua. “Era terrível, tínhamos dificuldade de chegar nas casas, mas de um tempo pra cá, as melhorias começaram a aparecer, e acredito que ainda vem muito mais”, disse.
Acessibilidade