Patrulha Maria da Penha é apresentada durante sessão na Câmara de Vereadores

Após a apresentação  o projeto irá seguir para votação na Casa Legislativa

Na manhã desta terça-feira,10, foi apresentado para os vereadores do município de Nossa Senhora do Socorro, o projeto Patrulha Maria da Penha, que tem como objetivo a integração da GMS na rede de proteção à mulher no município, auxiliando, acompanhando os casos denunciados, transmitindo assim uma maior sensação de segurança para as vítimas e os profissionais que assistem as vítimas desses crimes.

A sessão especial contou com a presença da juíza coordenadora da mulher, Rosa Geane Nascimento, que falou sobre a importância de apresentação do projeto para os membros do poder legislativo. “Estamos aqui para apresentar à câmara a situação da violência doméstica em Sergipe, especialmente na cidade de Nossa Senhora do Socorro. Já existem alguns projetos desenvolvidos, e estamos para propor parcerias e seguir com as leis, e contando com o auxílio dos membros desta casa”, disse.

Ainda de acordo com a juíza, a aprovação da lei é de grande relevância para a continuidade dos projetos. “A lei ajuda bastante, porque pode destinar recursos, estrutura e regulamentação, melhorando os atendimentos nesse setor”, finaliza.

A coordenadora da Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres, Lorena Bastos, explicou sobre os próximos passos. “Acreditamos que seja colocado em prática em breve, porque já temos todos os recursos materiais e todos os profissionais capacitados, e agora estamos resolvendo a parte burocrática para que seja iniciado esse mais novo serviço em Nossa Senhora do Socorro”, afirma.

O comandante da GMS, Evilásio Protásio, esteve presente na sessão e explicou como será a atuação da guarda. “O nosso trabalho será o de orientar as mulheres vítimas de agressão, encaminhando para as autoridades maiores para que sejam tomadas as providências cabíveis”, explica.

Acessibilidade