Segundo a Associação Médica Brasileira, anualmente cerca de 18% dos brasileiros nascidos são filhos de mães adolescentes. Em números absolutos isso representa 400 mil casos por ano. Globalmente o risco de morte materna se duplica entre mães com menos de 15 anos em países de baixa e média renda. A conscientização, prevenção e conversa sempre será a melhor forma de se prevenir que mais casos acontecem.

Nesta sexta-feira, 07, foi realizada uma blitz com entrega de panfletos, informativos e adesivos aos pedestres, motoristas e usuários de ônibus que passam em frente ao Shopping Prêmio. A Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Assistência Social (SMAS) e o Conselho Municipal uniram forças para colocar esse projeto em prática.

“Enfrentar uma gravidez na adolescência ocasiona uma série de problemas para essas jovens. Hoje foi o pontapé inicial dos trabalhos, mas essas ações irão continuar nos abrigos, escolas e em outros pontos de Socorro, pois a conscientização é muito importante. Temos que prevenir”, afirmou Michelle Mary, presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA).

Os CREAS e CRAS têm ações de acolhimento tanto para os jovens que passam por essa situação como para as famílias, algumas áreas de socorro tem uma atenção especial, devido ao índice alto de adolescentes grávidas.

Priscila Mendes é coordenadora do CRAS do conjunto Marcos Freire 2 e ressalta a importância desse trabalho. “Através dessa campanha podemos mostrar a sociedade que é um trabalho real que existe e está muito mais perto do que a gente imagina”.

Alguns dos jovens do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) também participaram da blitz, já que eles entenderam a importância de realizar campanhas como essas.

“Aqui no município o índice está crescente e a gravidez é um risco muito grande, tanto fisicamente quando psicologicamente para a gestante. Iremos fazer essa ação em vários lugares para poder atingir mais pessoas”, finalizou a secretária da Assistência Social Maria do Carmo.

Acessibilidade