Atender o máximo de comunidades do município, a fim de que um maior número de socorrenses estejam qualificados para o mercado de trabalho. É com este objetivo que a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, através da Secretaria Municipal de Trabalho (Semtrab), realizou na manhã desta quarta-feira, 09, mais uma edição do projeto Caravana do Trabalho.

Desta vez, duas comunidades foram simultaneamente beneficiadas: Marcos Freire III e Albano Franco, com entrevistas de emprego, inscrições para cursos profissionalizantes, emissão de currículos, jovem aprendiz e palestras. O projeto foi realizado na Paróquia Nossa Senhora Rosa Mística e de acordo com o secretário de Trabalho, Alessandro Santos, atendeu em torno de 300 pessoas.

Ainda conforme o secretário, a política de qualificação profissional dos socorrenses adotada pelo município, reforça a preocupação do prefeito Padre Inaldo com os socorrenses. “A gente desenvolve esse trabalho para atender os desempregados que não possuem recursos financeiros para se dirigir até a Secretaria de Trabalho. Foi uma forma que encontramos para atender todas as comunidades do município, através dos cursos profissionalizantes que tem dado oportunidade para o ingresso no mercado de trabalho”, declarou.

Alessandro também explica como funciona a entrevista de emprego. “O público também tem a oportunidade de participar de uma pré-seleção, onde os currículos são entregues às empresas parceiras. Fazemos uma pré-análise do currículo, selecionamos de acordo com o perfil que foi solicitado pela empresa e assim encaminhamos”, detalhou.

Para Simone Cristina, que é moradora da região, esta é uma oportunidade para finalmente entrar no mercado de trabalho. “Estou desempregada a cerca de 4 anos e espero que as empresas abram as portas também para pessoas que não possuem experiência, mas possuem qualificação profissional”, disse a jovem.

Na próxima semana as comunidades atendidas serão Pai André (segunda-feira), Tabocas (terça-feira) e Piabeta (quarta-feira).

Por: Bruna Evelyn

Fotos: Wallison Oliveira

Acessibilidade