Através de uma parceira entre a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro e a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), e com apoio das Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e de Educação (Semed), cerca de 320 alunos da rede municipal de ensino tiverem a oportunidade de conhecer o ônibus do Saneamento Expresso. Durante dois dias o veículo ficou estacionado no complexo esportivo do Sesi, localizado no conjunto Marcos Freire I.

Com o auxílio de uma maquete montada dentro do ônibus, os estudantes puderam aprender de forma lúdica como funciona o ciclo do saneamento básico, que inclui o tratamento de água e esgoto, drenagem pluvial e resíduos sólidos.

O coordenador de educação ambiental da Deso, José Jorge, falou como as informações são passadas para as crianças. “De forma lúdica e itinerante, a gente consegue trazer através da maquete do programa do saneamento expresso, todo o processo, desde a capitação até a forma como chega essa água bruta nas estações de tratamento de água, passando por todo o tratamento adequado até ser destinada para um reservatório maior e chegar nas casas”, explica.

O secretário de Meio Ambiente, Hallison de Sousa, falou sobre a importância da ação. “É importante para disseminar aqui no município a necessidade da educação ambiental, a importância do saneamento para o desenvolvimento da cidade e também para a saúde. Então essa iniciativa da Prefeitura vem justamente para a gente levar os estudantes da rede pública a importância do saneamento, primeiramente para a defesa do meio ambiente e também garantir para as comunidades uma melhor saúde pública e qualidade de vida”, disse.

A coordenadora pedagógica da Semed, Cenira Cavalcante, conta que a atividade serviu como uma extensão do que é passado nas escolas. “Essa ação foi fundamental, porque nas escolas já é trabalhada essa consciência, e nessa aula prática as crianças estão aprendendo com pessoas que possuem conhecimento mais ampliado, e isso contribue bastante para o rendimento escolar”, afirma.

Os alunos aprovaram a ideia, como é o caso do pequeno João Victor, estudante da Escola Municipal Maria Vitória, que disse o que aprendeu com a aula prática. “Gostei e aprendi que não devemos jogar lixo no chão, não deixar água parada e não desperdiçar água”, relembra.

A colega de escola, Letícia Conceição, ficou encantada com tudo o que viu. ” Fiquei bastante encantada com essa maquete, tudo bem detalhado. Achei impressionante, não tenho nem palavras”, enfatiza.

Por: Wallison Oliveira

Confira mais fotos:

Acessibilidade