Na manhã desta terça-feira, 16, foi realizada uma reunião sobre o combate à violência contra a mulher. O evento aconteceu no auditório do Fórum Desembargador Artur Oscar de Oliveira Deda e contou com a presença do prefeito Padre Inaldo, dos secretários Enock Luiz (SMS), Josevanda Franco (Semed) e membros do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e do Ministério Público de Sergipe (MPSE).

A promotora do Centro de Apoio Operacional dos Direitos da Mulher(CAOP),  Euza Missano, falou sobre o objetivo do encontro. ” Precisamos trabalhar integrado com os promotores das comarcas dos municípios e estamos trazendo esse encontro para o município de Nossa Senhora do Socorro com o objetivo de integrar toda a rede, que envolve a Assistência Social, Saúde e Educação, além da Segurança Pública. Todos unidos no sentido de prevenir e reprimir da forma adequada esses índices de  violência aqui no município”, explica.

De acordo com Cecília Barreto, promotora de justiça da Promotoria de Enfrentamento à violência da mulher em Nossa Senhora do Socorro, “existe a necessidade de cuidar das vítimas e do agressor, psicologicamente e socialmente, analisar o  motivo das agressões e tentar não somente criminalizar, e para isso é necessário que as redes do Cras, Creas, saúde, educação, assim também como o Ministério Público estejam unidos para combater esses alarmantes dados estatísticos”.

Alguma medidas já estão sendo adotadas para combater a violência contra a mulher em Nossa Senhora do Socorro, como conta o prefeito Padre Inaldo. “Em parceria com todas as secretarias estamos procurando soluções para diminuir essa violência, conscientizando a família e o homem de uma maneira especial. Um exemplo de ação que já será feita é que a partir de agosto todas as disciplinas da rede municipal irão trabalhar a violência doméstica contra a mulher”, afirma.

Por: Wallison Oliveira

Fotos: Igor Mamedio

Acessibilidade