Foram registrados cerca de 40 mil cadastros. As inscrições devem ser feitas através do site “Nossa Casa Socorro”

Desde o dia 07 de janeiro deste ano, a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, através das Secretarias de Planejamento (Seplan) e Assistência Social (SMAS), deu início ao processo de cadastramento para os interessados em adquirir uma residência, dentre as mil unidades habitacionais que serão sorteadas, do programa “Minha Casa, Minha Vida” faixa 1, do Governo Federal.

As residências já estão sendo erguidas na sede do município, com recursos do Governo Federal, enviados ao município pelo Ministério da Cidades, possibilitando que sejam erguidos os residenciais Vila formosa I e Cidade das Flores I, cada um com 500 casas. Assim, milhares de famílias socorrenses verão o sonho da casa própria se tornar realidade.

Com as inscrições se encerrando na próxima sexta-feira, 15, a Prefeitura já registrou cerca de 40 mil inscrições. O processo de cadastro está sendo feito de forma online, através do site “Nossa Casa Socorro”, porém pensando no público mais carente que não tem acesso à internet, foi montada uma estrutura para que os moradores pudessem realizar sua inscrição presencialmente, processo esse encerrado no dia 1° de fevereiro.

Garantir a construção das casas foi uma prioridade para o prefeito Padre Inaldo e seu sucesso é decorrente do grande trabalho que vem sendo desenvolvido pela gestão municipal, que se responsabilizou pelo processo de inscrição e organização dos participantes. “Até o momento as inscrições estão num saldo bastante positivo. Além do período disponibilizado para inscrição, através da internet, também montamos uma estrutura física para atender aqueles que não possuem internet. A pedido do prefeito Padre Inaldo estamos realizando tudo com a maior transparência possível. Em breve estaremos informando o dia do sorteio das casas”, disse o secretário de Planejamento, Hallison Sousa.

Sorteio

A seleção será realizada através deste cadastro e apenas os indivíduos que residem em Nossa Senhora do Socorro, por no mínimo seis meses, e com renda mensal entre R$ 0 a R$ 1.800 poderão se inscrever.

Em ato contínuo ao cadastramento um sorteio auditado será realizado entre as famílias para definir quem receberá as residências e os selecionados pagarão valores, entre R$80 e R$270, para garantir a aquisição de sua moradia junto à Caixa Econômica Federal.

A previsão é que as residências sejam entregues ainda no segundo semestre de 2019, sendo que cada uma das 1000 unidades habitacionais contará com um área de 52m².

Trabalho Social

Para atender as demandas que surgirão em decorrência da instalação dos beneficiários na sede do município e seguindo as normativas impostas na portaria N° 464, de 25 de Julho de 2018, do Ministério das Cidades, representantes das Secretarias municipais criaram o Grupo Institucional do Poder Público (GIPP) para a tratativa do trabalho social que deve ser realizado pela Prefeitura em benefício dos moradores.

Durante os encontros o grupo terá como finalidade promover a articulação e a integração de políticas públicas para assegurar as condições necessárias adequada de moradia, tais como, habitação, educação, saúde, assistência social, transporte, geração de trabalho e renda, segurança, entre outros suportes que deverão ser prestados aos moradores da mil casas.

“Obedecendo a política de elaboração  do trabalho social, montamos um grupo para que possamos contribuir para o desenvolvimento de beneficiados e garantir uma melhoria qualidade de vida. Além de ser fundamental para que a Prefeitura tenha uma noção das demandas que surgirão e oferecer um serviço de qualidade aos moradores”, disse Halisson Sousa.

Acessibilidade