As instalações do projeto “Arte na Escola”, espaço que normalmente abriga aulas de balé clássico, desenvolvidas pela Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, através da Secretaria Municipal de Educação (Semed), está acolhendo uma nova atividade que tem como objetivo enfrentar a pandemia do novo Coronavírus. No local, uma equipe de 20 jovens, alunos da rede municipal – maiores de 18 anos- , estão higienizando e embalando máscaras confeccionadas por costureiras do Complexo Industrial Gov. Marcelo Déda, situado na cidade de Tobias Barreto. Todo processo segue as normas orientadas pelas autoridades de saúde.

A equipe é composta por dois grupos: 5 integrantes realizam as atividades de higienização e 15 fazem as tarefas de passar as máscaras com ferro e embalar cada item cuidadosamente. A produção tem sido de aproximadamente 10 mil máscaras embaladas diariamente, que estarão disponibilizadas para distribuição. A coordenadora do projeto, Anúbia Tavares, falou um pouco sobre a iniciativa. “Os participantes estão muito envolvidos com o trabalho e se sentem motivados por saberem que o resultado dele é  a distribuição do material para pessoas que precisam”.

Emilly Dias, estudante que realiza tarefas de embalagem do material, diz que a experiência está sendo maravilhosa. “Além de ser meu primeiro emprego e, com ele, estou conseguindo ajudar a minha família, sei que o que a gente está fazendo aqui vai ser entregue a muitas pessoas que não tem condições de comprar máscaras e proteger vidas”.  Rutiele Silva, que participa do projeto dando aulas de balé, é uma das responsáveis pela higienização do material. Ela diz que esta é mais uma experiência de crescimento humano que o projeto proporciona. “O projeto ‘Arte na Escola’ mudou minha vida; de quando eu cheguei até agora, eu sou outra pessoa. E sinto que continuo mudando, eu nunca imaginei estar fazendo esse trabalho que vai ajudar muita gente. Agradeço por poder estar aqui”, disse.

O prefeito Padre Inaldo, visitou o local junto com a secretária de Educação, Josevanda Franco, e receberam, do Banese, a doação de 600 unidades para serem entregues à população do município. “Estou muito feliz em poder realizar esta parceria com o Banese e o Governo do Estado e ver a juventude socorrense envolvida com um trabalho que vai beneficiar mais de 400 mil pessoas”, comemorou. E acrescentou: “O uso de máscaras, em ambientes públicos, é vital para que possamos frear a proliferação dessa doença. O nosso grande projeto de combate ao vírus é ficar em casa e evitar a contaminação, mas sabemos que muita gente não pode se manter em isolamento, por isso a doação de máscaras e tão importante. Quem puder, fique em casa!”, disse.

Segundo a secretária de Educação Josevanda Franco, esta experiência, nos permite atuar além das atribuições de educar e ensinar. “Neste momento crítico vivido atualmente, estamos avançando em um trabalho que, envolve nossos jovens gerando oportunidade de trabalho e, ao mesmo tempo, envolvendo-os com uma ação de responsabilidade social. A gestão municipal tem se mostrado sensível às demandas dos socorrenses e, desta forma, através deste projeto, contribuirmos com a população de outros municípios sergipanos”.

O diretor superintendente do Instituto Banese, Ézio Déda, destaca a importância da parceria da gestão municipal para o sucesso da iniciativa. “O apoio de instituições parceiras, nessa ação do Grupo Banese, em combate ao coronavírus no nosso Estado, é fundamental. E a Secretaria Municipal de Educação de Nossa Senhora do Socorro entra em uma etapa muito importante da produção das mais de 400 mil máscaras que estão sendo doadas. Oferece espaço e mão de obra para o processo de higienização e embalagem. É um apoio que reitera o compromisso social para que a população sergipana receba esse equipamento de proteção pronto para o uso. Só temos que agradecer”.

Distribuição das máscaras

Já foram distribuídas mais de 26 mil unidades possibilitando que pessoas em situação de vulnerabilidade social possam usar esta medida de proteção. A Secretaria de Estado da Saúde recebeu 20 mil unidades. O Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE) recebeu 15 mil, para doar para os acompanhantes de seus pacientes. As outras 5 mil foram doadas para a Associação Sergipana de Pessoas com Doenças Raras (ASPDR) entregar a seus associados e beneficiários.

A Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social recebeu mais de 5 mil que foram entregues aos usuários do Restaurante Popular Padre Pedro que foram também instruídos sobre como usar e higienizar adequadamente a proteção. E o grupo volutário U.T.Riso recebeu 1.400 para realizarem a distribuição com familiares do setor de Oncologia do HUSE.

Esta ação de responsabilidade social do Banese, de suas empresas coligadas e do Instituto Banese é um trabalho muito significativo, a fim de enfrentar a pandemia do Coronavírus. Esta é uma das várias ações importantes, dentre outras ações que a instituição está realizando neste momento de crise.  A prefeitura de Socorro, através da Secretaria Municipal de Educação, está honrada com a parceira de contribuir para, neste momento de crise, beneficiar a população sergipana.

Acessibilidade