A Secretaria Municipal de Educação (Semed), por intermédio do Serviço de Protagonismo Juvenil, em parceria com o Núcleo de Tecnologia de Ensino e Informação Educacional, realizou na manhã desta quinta-feira, 14, no auditório do Complexo Administrativo e Pedagógico, a Oficina de Produção Audiovisual, com o tema “Roteiro Cinematográfico e Panorama do Cinema Negro”. Muito aprendizado, discussões e reflexões marcaram a atividade.

A oficina foi ministrada pela professora do curso de Publicidade e Propaganda, da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Ana Carolina Westrup. Ao longo do curso foram apresentados conteúdos como roteiros, planos, cinema negro e a sua história, exibição de documentários entre outras temáticas relacionadas ao universo audiovisual.

Para a docente Ana Carolina Westrup, é visível que as ações da Semed adotam uma política com foco no protagonismo juvenil. “Essa é uma vertente na lógica da construção das atividades alusivas à Semana da Consciência Negra, trazer essa a juventude para construir as próprias narrativas e histórias ”, ressaltou, ao informar que essa produção interfere de maneira positiva na autoestima, identidade e desperta o sentimento de pertencimento dos estudantes. “A oficina de audiovisual enquanto uma linguagem é fundamental”, disse, ao frisar que cinema e educação dialogam.

Primeira Vivência Étnico-Racial e Protagonismo Juvenil
A ação fomenta o Protagonismo Juvenil. Os estudantes irão produzir um documentário que será apresentado na Primeira Vivência Étnico-Racial, que acontecerá no próximo dia 22, no Centro Cultural Gilson Barreto. Este evento é alusivo ao Dia da Consciência Negra, celebrado no Dia 20 de novembro.

Produção Audiovisual

Durante a oficina, os estudantes já partiram para a prática e produziram os roteiros. As gravações acontecerão entre os dias 16 e 17 e na próxima segunda-feira,18, os alunos participarão de uma Oficina de Edição, com o coordenador do Núcleo de Tecnologia de Ensino e Informação Educacional, Ton Souza.

Alunos elogiaram a iniciativa

A estudante da E.M. João Paulo II, Ana Carolina Ferreira, parabenizou a Semed pela iniciativa. “Estou aprendendo muito com essa oficina, a professora é maravilhosa e com as dicas e sugestões teremos um olhar mais sensível para registrar o nosso cotidiano”, comentou.

Já Lorrane Vitória Nunes, da E.M. João Paulo II, não disfarçou a empolgação. “É uma ótima oportunidade para ampliar os conhecimentos. Estou ansiosa para começar as gravações, essa atividade permite também sociabilizar com os colegas de outras unidades de ensino. Estou amando a maneira que a professora conduz a turma” finalizou.

Confira mais fotos:

Acessibilidade